“O OUTRO LADO Da … Auchan – Prémio Cinco Estrelas

Vencedor do Prémio Cinco Estrelas na categoria Segurança no Retalho há 8 anos consecutivos, o Auchan possui uma imensa infraestrutura de videovigilância: mais de sete mil câmaras vigiam 95 instalações, entre supermercados, gasolineiras e plataformas logísticas da empresa, o que faz do Auchan Portugal um caso tão distinto em matérias de segurança.

 

A sala principal do Centro Nacional de Segurança do Auchan é impressionante pela imponência do espaço e a capacidade de controlo que a equipa tem à disposição.

 

 

 

 

O centro de vigilância com 1270 metros quadrados de área é um dos maiores centros de segurança e videovigilância do país. Inclui um pouco de tudo – um quarto de repouso, um ginásio com máquinas, salas de reuniões, um gabinete de crise (pensado para situações como sequestros de loja, só usado até agora em simulações), um laboratório para testes de equipamentos e até uma loja fantasma.

Esta “ghost store”, como lhe chama Silvestre Machado, é uma recriação de uma loja real – tem pórticos anti-roubo, prateleiras e muitos aparelhos tecnológicos. Aqui, são testadas muitas das tecnologias que o grupo Auchan pretende instalar nos seus espaços comerciais.

A partir desta sala, o Auchan consegue ter controlo sobre praticamente todos os elementos que existem nas lojas. Nesta sala, além das mais de sete mil câmaras de videovigilância, há uma que é capaz de fazer reconhecimento facial – um caso único com reconhecimento facial a ser usado num espaço comercial em Portugal.

Esta câmara esteve meses em testes internos na loja fantasma da empresa e está agora, há alguns meses, a ser testada numa loja real na área da grande.

 

O reconhecimento facial desta câmara é feito de forma vectorial: “o sistema vai buscar um certo número de pontos [da cara do cliente]”, explica Silvestre Machado. Estes pontos juntos criam uma máscara (também conhecida como template) que é única para cada pessoa – uma espécie de impressão digital criada a partir da configuração do rosto de cada pessoa.

A informação extraída (distância entre os olhos, posicionamento do nariz face aos olhos, etc) é denominada de metadados, informação essa que é usada para criar o template, que posteriormente é guardado, encriptado, numa base de dados.

 

Se entrar numa loja Auchan em dois dias seguidos, o sistema será capaz de perceber que a mesma pessoa esteve duas vezes naquele local, mas não sabe efetivamente quem é aquela pessoa, nem qual o seu nome. “Temos autorização da CNPD. Não associamos dados pessoais a nenhuma pessoa [identificada pela câmara]” (…) Trabalha por metadados, não sabemos quem é aquela pessoa”, garante Silvestre Machado.

A empresa só está por agora a testar a eficácia do sistema – a câmara gera uma probabilidade de um determinado rosto de um cliente corresponder a um rosto que está guardado na base de dados.

A supercâmara do Auchan é igualmente capaz de identificar se a pessoa que entra na loja é do género masculino ou feminino, fazer uma estimativa da idade média e analisar ainda se esta está – ou não – bem disposta.

“Isto são tecnologias novas que ainda estão em teste, não estão ainda a ser exploradas”, garante Silvestre Machado. No futuro, será possível identificar em loja uma pessoa em particular em poucos segundos. “Com esta mesma solução de metadados, se tiver alguém que só vem à minha loja ofender os clientes, ter comportamentos abusivos ou só para furtar, não sei quem é esse cliente, não quero saber o nome, mas com a mesma solução, posso meter o fotograma do cliente e o sistema diz-me “a pessoa que normalmente vem cá, vai embora, provoca danos e vocês querem dar conhecimento às autoridades, provavelmente está agora na loja’”, exemplifica Silvestre Machado.

 

O Serviço de Segurança Auchan permite detetar e resolver todo o tipo de situações perturbadoras, como assaltos, roubos, incêndios e acidentes, em qualquer espaço da marca. O serviço está disponível de forma permanente e a sua eficácia, resulta de um sistema centralizado de controlo, tecnologicamente avançado e da elevada competência dos colaboradores, como é o caso das equipas de segurança e de resposta a emergências.

Fonte: Exame Informatica setembro 2022

 

 

Coloque aqui o seu E-mail para subscrever a newsletter Notícias Cinco-Estrelas

Quero receber as Notícias Cinco Estrelas

 

dates direct to your inbox.

Quero receber as Notícias Cinco Estrelas